sábado, 4 de Setembro de 2010

O que é a Hemoglobina glicada?

A importância da dosagem da hemoglobina glicada - A1C

O que é a hemoglobina glicada?


O exame de hemoglobina glicada (HbA1C ou A1C), que era conhecido como hemoglobina glicosilada, é o mais importante na avaliação do controle do diabetes. Ele resume, para o médico e para o paciente, como a doença esteve controlada nos últimos 60 a 90 dias. Durante os 90 dias da sua vida, a hemoglobina (hemácia ou glóbulo vermelho) vai incorporando glicose, em função da concentração que existe no sangue. Se as taxas de glicose estiverem altas (ou baixas) durante esse período, haverá um aumento (ou diminuição) da hemoglobina glicada. É por esta razão que, ao analisarmos o quanto a hemoglobina incorporou glicose durante o seu tempo de vida, podemos ter uma excelente ideia da média das taxas de glicose no período.
As dosagens da taxa de glicemia (no laboratório) e da glicemia capilar (ponta de dedo) são parâmetros muito dinâmicos, sofrendo oscilações importantes em razão da influência de fatores como alimentação, exercícios, medicação etc. No entanto, são muito importantes e devem fazer parte do acompanhamento dos diabéticos, com a hemoglobina glicada.


Qual o valor ideal de A1C para um diabético?

O valor de A1C deve ser sempre individualizado pelo médico, levando em conta vários dados clínicos como idade, presença de outras doenças e/ou risco de eventos frequentes de hipoglicemias.

Os estudos DCCT (Diabetes Control and Complications Trial) e UKPDS (United Kingdom Prospective Diabetes Study) são considerados marcos na diabetologia, pois demonstraram de forma inequívoca que a manutenção de A1C em valores o mais próximo possível do normal é acompanhada de redução significativa do surgimento e da progressão das complicações microvasculares, tanto em diabéticos tipo 1 (DCCT), quanto tipo 2 (UKPDS).



Segundo tais estudos e sugestões de consensos nacionais e internacionais, o valor de A1C mantido abaixo de 7%, promove proteção contra o surgimento e a progressão das complicações microvasculares da diabetes (retinopatia e nefropatia) e de neuropatia. No entanto, como a correlação entre glicemia e problemas vasculares é um contínuo, para uma boa parcela dos pacientes deve-se tentar atingir o valor mais próximo do normal, que NÃO aumente o número de episódios de hipoglicemias repetidas.



Em algumas situações, é importante a interpretação do médico, que poderá ajustar os valores alvo de A1C em função risco-benefício do advento de hipoglicemias. Incluem-se, nestes casos, crianças menores de sete anos. Da mesma forma, deve-se te rcuidado com indivíduos com idade muito avançada. Os pacientes que já apresentam complicações em estágio avançado (insuficiência renal terminal, doença vascular difusa) ou que são portadores de outras condições clínicas que reduzem a qualidade de vida podem ter como meta de tratamento valores de A1C mais elevados.


6 comentários:

  1. minha deu 7.4 no mes de agosto !!!
    Faco uma vez por mes !
    bjim

    ResponderEliminar
  2. O meu filhote está com 7,5.
    Um bom valor para uma criança de 9 anos, mas claro sempre a trabalhar diariamente para obtermos melhores resultados.
    parabéns peos teus 6,1%.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. O meu deu 9,70% Está difícil de controlar mesmo tendo só 19 anos

    ResponderEliminar
  4. DA MINHA MÃE DEU 7.4 70 ANOS GLICEMIA JEJUM 100MG/DL E 157 POS PRANDIAL SEMPRE DA ENTRE ESSES VALORES.....

    RESPONDER POR FAVOR.....

    ResponderEliminar
  5. junho de 2013 minha hemoglobina glicada tava acima dos 7 %
    triglicerides 940,colesterol 280,glicose 340.
    comecei a tomar os medicamentos de imediato,cortando acucar,doces,refrigerantes e carnes gordurosas e passei a consumir refrigerantes zero e em poucas quantidades.
    hoje com resultados de hemoglobina glicada de 6.1 %,triglicerides 98,glicose 90 e com muita caminhada de 84 kilos,passei para 72 e estou me sentindo muito bem.

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails